Modificações Psicológicas nos Idosos

Publicado em: Saúde
data 17.08.2012

Modificações Psicológicas nos Idosos

Antes de qualquer coisa recomendo que leiam os seguintes artigos:

As alterações psicológicas constituem um problema comum nas pessoas idosas, principalmente naquela que não tem convívio social como, por exemplo, as institucionalizadas. Estima-se que cerca de 75% dos idosos que vivem em casas de repouso (asilos) apresentam algum tipo de demência, além disso, muitos idosos podem apresentar depressão, esquizofrenia e ansiedade. O funcionamento anormal cognitivo, físico e comportamental decorrente das alterações psicológicas do cérebro acarreta síndromes mentais orgânicas conhecidas como distúrbios degenerativos e vasculares cerebrais.

Modificações Psicológicas

As alterações normais do envelhecimento, principalmente as mudanças físicas que interferem na atividade e na aparência, podem dificultar a adaptação da pessoa ao envelhecimento, porque estão diretamente ligadas à autoestima. A capacidade da pessoa de se adaptar às mudanças, tomar decisões e responder de modo previsível são determinadas pelas experiências de toda a vida. A depressão é um distúrbio afetivo muito comum nas idades avançadas, qualquer tipo de depressão, por menor que seja sua intensidade, pode interferir negativamente na qualidade de vida da pessoa idosa. Os sinais de depressão incluem tristeza, fadiga, diminuição da memória e da concentração, sentimento de culpa em relação aos acontecimentos do passado, sentimentos de desvalia, distúrbios do sono e do apetite, inquietude e desatenção.

A síndrome mental orgânica é um termo que faz referencia a um grupo de sintomas associados a uma disfunção patológica do cérebro, que geram alterações de memória, juízo, cognição, intelecto e comportamento. As síndromes mais comuns são delírio e demência. O delírio apresenta quadro de confusão e progride para desorientação e alteração no nível de consciência. O pensamento torna-se desorganizado e a atenção só é mantida por curto período de tempo. Podem estar evidentes alucinações, ilusões, medo, ansiedade e paranoia. A demência é usualmente crônica e irreversível; caracterizada por um declínio geral do funcionamento não intelectual, pode incluir perde de memória, do pensamento abstrato, do juízo e da linguagem. Podem ocorrer alterações na personalidade e das habilidades na realização das atividades da vida diária. Normalmente os sintomas são sutis e progridem lentamente. A demência mais comum é a doença de Alzheimer.

Modificações Psicológicas nos Idosos

A doença de Alzheimer é responsável por 50% das demências apresentadas pelos idosos. Trata-se de uma doença neurológica progressiva e irreversível, caracterizada por perdas graduais da função cognitiva e distúrbios de comportamento e do afeto. Esses sinais são decorrentes de lesão neuronal no córtez cerebral e diminuição do tamanho da massa encefálica. As células principalmente acometidas por essa doença são aquelas que utilizam o neurotransmissor acetilcolina, especificamente envolvido com a memória. Nos estágios iniciais da doença ocorrem período de esquecimento e uma sutil perda de memória que evoluem para perdas de memória diárias. O dialogo torna-se difícil devido ao esquecimento de palavras e a impossibilidade de formar frases. Além disso, a pessoa com Alzheimer pode apresentar comportamento impulsivo, depressivo, paranoide e hostil.

Leia o post anterior:
CABELO FRISADO LONGO
TENDÊNCIA DOS CABELOS FRISADOS

TENDÊNCIA DOS CABELOS FRISADOS - Durante os anos 80 era comum ver uma mulher com o cabelo frisado. Esse tipo...

Fechar